A Secretaria de Desenvolvimento Agrário de Barbalha chama a atenção dos criadores do município para a necessidade de vacinar o rebanho contra Febre Aftosa. A campanha ocorre desde o último dia 1º de junho, data em que foram disponibilizadas as vacinas ao público. O criador deve, ainda, informar a vacinação através das notas fiscais de compra, presencialmente ou por meio do portal do Produtor.

A vacinação dos rebanhos de bovinos e bubalinos é obrigatória por lei e pode gerar multas, além de outras sanções, para quem descumprir a determinação. As vacinas podem ser adquiridas nas lojas e casa de produtos agropecuários até o dia 30 de junho. Já a declaração pode ser realizada na Secretaria Secreta de Desenvolvimento Agrário, Agência de Defesa Agropecuária (Adagri) e Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Ceará (Ematecer).

Nesta primeira etapa, todos os animais devem ser vacinados. A Secretaria de Desenvolvimento Agrário informa que a expectativa é vacinar 100% do rebanho. Com isso, o estado pleiteia o status sanitário de “Livre de Aftosa Sem Vacinação”, o que amplia a capacidade de exportação e agrega valor aos produtos oriundos do rebanho.