No próximo dia 25, será lançada a pedra fundamental da usina de transformação de resíduos sólidos no município de Barbalha. O projeto já foi aprovado e agora o consórcio das usinas que executarão o serviço começa a se instalar no espaço para finalmente acabar com o lixão, transformando o material em combustível e adubo.

Há décadas, a população sofre com o mau cheiro e a fumaça oriundos do local, resultado de combustão espontânea ou por ato criminoso. De acordo com o Secretário de Obras e Infraestrutura do Município, Roberto Wagner Machado, a Prefeitura de Barbalha tem trabalhado no sentido de minimizar os impactos causados à população e à cidade.

Ele reitera que esse é um problema que se arrastou governo após governo e que só agora estão sendo tomadas providências no sentido de acabar o lixão. Até que se conclua o projeto, a gestão tem aberto valas e implantado suspiros para a drenagem do gás e contenção do chorume. O secretário assegura que o problema estará solucionado por todo este ano.