O prefeito Argemiro Sampaio acaba de lançar, em entrevista à imprensa, o programa “Agricultor legal”, que terá como principal objetivo legalizar a situação destes junto às instituições bancárias. A medida, baseada em Lei Federal de autoria do senador Eunício Oliveira, tratando do refinanciamento de dívidas, será implementada por meio do pagamento, por parte da Prefeitura, da contrapartida que caberia ao agricultor desembolsar na negociação.

Conforme Argemiro Sampaio, com a quitação do débito, dentro de 48 horas, o agricultor poderá obter empréstimo, podendo ser de R$ 5 mil ou de R$ 10 mil, envolvendo uma ou duas atividades produtivas. “Como o programa abrangerá cerca de 200 agricultores, teremos entre um e até 2 milhões de reais injetados na economia”, disse. Ele frisou que, na nova transação, o desconto será de 40% e juros de 0,5% ao ano.

Por fim, comunicou que encaminhará, nesta sexta-feira, 22, à Câmara de Vereadores, o projeto de lei tratando do desembolso, por parte do Município, da contrapartida exigida na liquidação das dívidas dos agricultores. “Acredito na aprovação, pois o programa só trará benefícios: mais plantações nas suas terras, mais alimentos, mais empregos e melhores condições de sustento das suas famílias”, concluiu Argemiro Sampaio.